Remédios para emagrecer funcionam?

De acordo com estudos realizados no Brasil mais da metade da população está acima do peso. Para ser mais exato 54% da população está com sobrepeso e cerca de 18,9% está na fase de obesidade.

Os dados sobre a obesidade são alarmantes e os riscos que uma pessoa acima do peso corre são inúmeros.

Obesidade é um problema muito sério e que pode causar falência dos órgãos, pressão alta, diabetes e muitas outras doenças associadas.

Como muitas pessoas não são adeptas aos exercícios e nem a dietas, muitos recorrem aos médicos para encontrar a solução.

Remédios para emagrecer

Como poucos estão aptos a passar pela cirurgia bariátrica e são indisciplinados em relação aos exercícios físicos, dietas; A grande solução são os remédios para emagrecer. Existe uma infinidade deles e vale explorá-los abaixo:

Sibutramina

É um remédio que faz emagrecer, mas que atua diretamente no sistema nervoso e ajuda a controlar a fome.

É capaz de promover uma sensação de saciedade. Como todo medicamento há alguns efeitos colaterais como aumento de batimentos cardíacos, pode ocasionar problemas para dormir e até depressão.

É preciso tomar muito cuidado.

Lorcaserina

Também é outro remédio que atua no sistema nervoso e causa saciedade através do hormônio serotonina. Os efeitos colaterais são dores de cabeça, náuseas; entre outros.

 Fluoxetina

Talvez um dos remédios mais conhecidos e recomendados para pessoas que reclamam de sobrepeso.

A Fluoxetina age diretamente no cérebro e visando controlar a ansiedade. Muitas pessoas que são obesas acabam assaltando a geladeira e não conseguem parar com este ciclo vicioso.

Os sintomas adversos que o Fluoxetina pode causar são diversos. Os mais reconhecidos são náuseas, diarreia, tonturas, dores de cabeça e cansaço. É um remédio forte e deve ser acompanhado por especialistas.

Orlistat

Diferente dos outros remédios, o Orlistat atua diretamente no sistema digestivo. Sua forma de trabalhar é absorvendo gorduras nocivas. Também conhecido como Orlistate, orlistatina e até Xenical.

Ele é indicado para o tratamento de pacientes com sobrepeso e obesidade.

Assim como os outros medicamentos, o Orlistat pode ocasionar algumas reações como diarreia, flatulências; entre outras.

De todos talvez seja o menos agressivo. Seus efeitos não são totalmente aceitos pelos médicos. Mas estudos comprovam que pessoas emagreceram ao ingerirem o mesmo.

Ele é contraindicado para pessoas com problemas renais, grávidas, idosos e crianças.

O Orlistat pode ser adquirido sem receitas, pois como dito acima, o remédio é o menos agressivo dos citados e liberado pela anvisa.

Remédios ajudam a emagrecer?

É certo que os remédios ajudam a emagrecer, mas há sempre a necessidade de ser acompanhado por um bom profissional.

Muitos deles ocasionam uma série de problemas e por isso é tão nocivo tomar remédios por conta própria.

Remédios sozinhos não causam tantos efeitos positivos. É necessário aliar os medicamentos a uma dieta balanceada e exercícios físicos.

Vale lembrar que os medicamentos não fazem milagres e sem outros meios para ajudá-lo os efeitos serão nulos e demorados. Não é do dia para a noite que os remédios agem, mas com disciplina e foco é possível.

 

 

Deixe um comentário